Startups: um jeito diferente de empreender

 

Você já deve ter ouvido falar na palavra startup, mas sabe o que significa? É um modelo de negócio de crescimento rápido, que geralmente oferece um produto ou serviço inovador com o objetivo de trazer a solução para algum problema. Um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de incerteza.

Não há uma área de mercado específica para startups, ou seja, pode ser de qualquer segmento, mas sempre farão uso de tecnologia em sua base de operações. No Brasil, o número de startups alcançou 12.727 unidades, um aumento de 207% entre 2015 e 2019.

Existem alguns fatores que são considerados essenciais para o desenvolvimento e evolução de uma startup, como bons gestores e planos focados em resultados e formas de conseguir investimentos.

 

Uma das variáveis mais importantes no universo das startups diz respeito à relação entre o futuro gestor e o investidor-anjo, que geralmente se dá, em um primeiro momento, em eventos voltados para a criação de startups.

O investidor-anjo nada mais é que uma pessoa física que tem o interesse de apoiar e prover aporte financeiro significativo às jovens empresas com grande potencial de consolidação, crescimento e retorno. Segundo a associação Anjos do Brasil, há cerca de 7 mil investidores dispostos a oferecer, no mínimo, 50 mil reais.

Os estágios de uma startup

Não é possível afirmar que toda empresa passará pelos mesmos processos, pois cada uma é única e tem suas dificuldades e vantagens específicas. No entanto, existem algumas etapas básicas e padrões pelos quais é quase certeza que uma startup passará.

1º Hipótese

Tudo começa com uma ideia e essa etapa é quando o estalo inicial começa a tomar forma. Como futuro empreendedor, você deve começar a pensar melhor sobre o problema e a solução, assim como outras variáveis do seu projeto.

2º Validação

A validação é uma parte crucial para transformar o seu projeto em realidade. É o momento em que você vai por à prova todas as hipóteses que veio formulando e ver se elas realmente funcionam.

3º Negócio

A validação deu certo, agora é hora de entrar no mercado e procurar pelo encaixe perfeito entre o seu produto e os primeiros clientes.

4º Escala

Sua startup está funcionando e seu produto conseguiu achar um nicho no mercado. Mas e o seu modelo de negócios? É preciso pensar em como fazê-lo ser repetível para crescer rapidamente.

Pitch

É a compilação das informações mais importantes de uma startup. Geralmente utilizado para conseguir investimentos, ele também pode ser uma forma de atrair outras oportunidades, como um possível sócio, clientes, entre outros. O objetivo do pitch não é só conseguir o investimento de fato, mas chamar a atenção de quem interessa.

Oportunidade de conhecer na prática

Campo Grande recebe de 13 a 15 de março a segunda edição do “Startup Weekend Women”, um evento voltado para o desenvolvimento da jornada empreendedora feminina. Serão 54 horas de imersão, em que os participantes poderão aprender, na prática, todas as etapas para criar uma startup.

Os participantes terão a oportunidade de aprender com mentoras especialistas, como a recrutadora técnica da Amazon, Tereza Carvalho, e a especialista de agilidades da Nubank, Bianca Pereira. Além de profissionais com experiência em startups e nas categorias de design, desenvolvimento e negócios.

Saiba mais no link: bit.ly/swwomencg.

Publicado em
Leia outros textos sobre Blog, Gestão, TI
Itinerario Formativo

ESCOLHA O CURSO CERTO PARA SUA CARREIRA

O itinerário formativo vai ajudar a planejar sua carreira profissional. Escolha os caminhos que deseja percorrer, e alcance novas oportunidades com os cursos do Senac/MS!

PLANEJE SUA CARREIRA AGORA