Crie um plano B para começar a viver a vida que sempre sonhou

 

Desde muito cedo, somos questionados sobre o que queremos fazer da vida. Ainda durante a infância, é praticamente impossível fugir da pergunta “o que você vai ser quando crescer?”. E com o tempo essa se torna não só uma simples pergunta, mas uma forma de pressão da sociedade e da nossa própria família, porque temos o dever de ser bem-sucedidos. Para isso, é preciso ter um plano desde cedo, não é?!

Depois dos 17, 18 anos chega a fase das primeiras tomadas de decisão, que podem ser por impulso e totalmente despreparadas. Você escolhe um curso que, em tese, vai te fazer feliz e te dar dinheiro, faz a faculdade por quatro ou cinco anos, talvez passe pelo estágio até conseguir seu primeiro emprego efetivo. E aí você começa a trabalhar e, enquanto vê pelas redes sociais alguns colegas se realizando com a profissão, acaba pensando que talvez aquela não tenha sido a melhor escolha que poderia ter feito. Mas nem sempre a grama do vizinho é realmente mais verde, as pessoas postam uma vida na internet e nós não temos como saber o quanto daquilo é verdade.

Você pode ter se acomodado com a rotina ou com a estabilidade do salário, mesmo sentindo que precisa mudar. Consegue ver que algumas pessoas que decidiram investir em novas carreiras por estarem infelizes, mas você não sabe por onde começar a sua mudança de vida.

Encontrar pessoas que se sentem perdidas e insatisfeitas com suas carreiras é extremamente comum e não é o fim do mundo. Não importa a sua idade, recomeçar é sempre possível se você tem vontade de buscar novos caminhos. Nós, do Senac, preparamos este eBook com alguns insights para você que sente que a sua carreira não está como você gostaria. Esperamos que nossas ideias possam te ajudar a se entender melhor e te dar vontade de buscar algo que te faça verdadeiramente feliz.

Boa leitura!

Insatisfação que leva à infelicidade

Esse sentimento de não estar nem um pouco feliz com os rumos da carreira profissional atinge cerca de 56% dos brasileiros. São 18,7 milhões de pessoas infelizes com seus empregos, de acordo com um levantamento do Instituto Locomotiva feito em 2018. Na pesquisa, essas pessoas responderam que, se pudessem, trocariam de emprego para serem mais felizes. E olha que o salário nem é o principal motivo de estarem decepcionados com o trabalho. Fatores como a baixa qualidade de vida, falta de reconhecimento e sentir que estão “parados no tempo” são elementos que pesam na hora de pensar se estão ou não felizes com a carreira.

Isso acontece porque, ainda muito jovens, a maioria de nós teve que escolher uma faculdade, que não se resume só a um curso, mas uma carreira profissional para a vida inteira. E aí vem a pergunta: antes de completar 18 anos, você teve tempo de pensar e experienciar o suficiente para tomar essa decisão? Uma “escolha errada” gera adultos frustrados e infelizes com suas profissões e isso tem grande influência na felicidade como um todo.

Estar nessa situação em que seu trabalho é um fardo pesado demais para carregar também te leva a sentir um grande medo. Afinal, existem quase 13 milhões de desempregados no Brasil e se você largar tudo e acabar sem nada?! Por mais óbvio que seja falar isso, ter um emprego gera uma grande segurança financeira.

Fuja do padrão que você criou para si mesmo

O primeiro passo para alcançar a vida que você sempre quis é olhar para dentro de você. Analisar como você está vivendo e o que te traz felicidade e satisfação. Como estamos falando de carreira, você deve focar principalmente em sua relação com o trabalho e como ela tem te afetado em outros aspectos da sua vida.

Se você está trilhando um caminho que sempre sonhou, pense o que poderia te dar mais prazer no trabalho. Cursos que complementam sua formação podem te ajudar a enxergar melhor como dar o próximo passo na sua vida profissional.

Se pensar na sua carreira te traz mais medo e frustração e você vê que está deixando coisas que são muito importantes de lado por causa de uma realização rasa, talvez seja a hora de você repensar e mudar os rumos da sua vida. Ficar preso a um padrão é cômodo, mas pode te dar a sensação de não estar no controle da sua própria vida. Isso não é nada legal, né?!

Mudar não é fácil e exige coragem, mas, se você ainda está com um pouco de receio, pode começar devagar. Enquanto faz a análise da sua trajetória profissional, liste o que você faz todo dia e, ao lado, liste o que poderia fazer de diferente. Talvez mudar o lugar onde você almoça, começar o dia comendo outra coisa de café da manhã, mudar o caminho que faz para o trabalho e assim por diante. Quanto mais itens nessa lista de “diferentes” melhor, assim, você começa pelo simples e assim vai criando coragem de mudar coisas maiores.

É hora do Plano B

Chegamos ao ponto crucial do nosso material e vamos continuar insistindo na autoanálise. Você precisa saber quais são as suas competências, habilidades, o que faz seus olhos brilharem e os principais objetivos que deseja atingir com a sua carreira profissional. É daqui que vão partir os rascunhos para o Plano B da sua vida.

Você pode usar uma ferramenta bem comum para as empresas para fazer essa investigação: a Análise SWOT. Com ela, você consegue enxergar de forma bem clara em qual ambiente está e para onde pretende ir. Em português, a tradução é FOFA é significa:

Forças: O que você faz muito bem e que pode ser considerado uma vantagem em relação aos outros profissionais.
Oportunidades: Olhe em volta e tente ver onde surgem oportunidades com base no que você descreveu nos dois pontos acima.
Fraquezas: Seja humilde consigo mesmo e saiba reconhecer onde você não é bom.
Ameaças: Ainda pensando no ambiente externo, pense quais são os outros aspectos que podem comprometer o seu plano.

Um dica é pedir para alguém próximo, sua mãe, cônjuge, filhos, chefe ou algum amigo, te dar um feedback bem honesto nesses moldes da análise. Você irá descobrir coisas bem legais sobre si mesmo. Por mais diferentes que as pessoas que você peça opinião sejam, elas podem te dar retornos parecidos.

Já pensou em empreender?

É uma ótima opção para mudar de carreira se durante as suas reflexões você chegar à conclusão que seus interesses caminham para um possível investimento em um negócio próprio. E você nem precisa largar tudo de uma hora para outra para começar, pode ser hobby que você tem e que pode se tornar uma forma de ganhar dinheiro, como bordar, ou até fazer um curso técnico em uma área que sempre te interessou e que pode abrir portas para um novo mercado.

Por falar em curso técnico, ele pode ser uma excelente forma de despertar o seu interesse em empreender e aprender uma nova profissão. A variedade de cursos é muito extensa e a possibilidade de encontrar um que esteja alinhado com algum dos seus hobbies é muito grande, porque ter o conhecimento é uma ferramenta muito importante para conseguir ser competitivo no mercado. E você ainda tem a possibilidade de fazer mais de um curso e se qualificar em áreas diferentes para encontrar o que poderá oferecer de diferencial para o seus clientes.
Essa modalidade de curso tem a duração de um a dois anos, em média, e, depois de formado, você pode buscar experiência trabalhando em empresas da área enquanto estrutura seus objetivos a longo prazo, tendo sempre em mente que o seu talento pode sim se tornar um negócio lucrativo.

Mas nada acontece da noite para o dia e você precisa de calma! Estruture seus planos aos poucos, sua possível empresa pode começar a ser tocada nas horas vagas e, devagar, ela passa de plano B para plano A. Quando menos esperar, estará vivendo uma realidade extremamente diferente e encontrará a vida que sempre quis.

Tudo o que você passou até aqui não foi em vão

É comum ter um certo arrependimento dos caminhos e escolhas que tomamos ao longo da vida, mas nada foi inútil. Todo o tempo que você dedicou na sua primeira carreira e os conhecimentos adquiridos te deram maturidade e serão importantes para a sua nova jornada, seja ela qual for.

Maturidade essa que te faz encarar essa mudança de vida com muita honestidade, ou seja, pensar se esses novos caminhos vão te agradar realmente, te satisfazer ou são apenas uma tentativa de fugir da sua ocupação atual. Já existe muita gente infeliz com o que está fazendo da vida, você não vai querer sair de uma realidade ruim para entrar em outra, não é mesmo?!

Acreditamos que, depois desses nossos conselhos, você já tenha em mente que é preciso encontrar propósito, motivação e felicidade na atividade profissional que desenvolve. É crucial para aproveitar a vida como um todo e não sentir que está apenas sobrevivendo. O seu novo “eu” precisa de estratégia e planejamento. Você está pronto para entrar numa nova fase? Continue ligado nos materiais que o Senac tem desenvolvido. Quem sabe você finalmente encontra a sua verdadeira vocação e começa a viver a vida que sempre quis?

Publicado em
Leia outros textos sobre Beleza e Bem-estar, Blog, Gastronomia, Gestão, Saúde, TI
Itinerario Formativo

ESCOLHA O CURSO CERTO PARA SUA CARREIRA

O itinerário formativo vai ajudar a planejar sua carreira profissional. Escolha os caminhos que deseja percorrer, e alcance novas oportunidades com os cursos do Senac/MS!

PLANEJE SUA CARREIRA AGORA